O secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, disse ao bahia.ba, na manhã desta segunda-feira (1°), que o governo analisará as 34 obras paralisadas no estado. No ínicio do último mês, o  Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE-BA) apontou que as construções representam contratos que, somados, atingem a um total de R$ 307,5 milhões.

De acordo com o titular, o adiamento das reformas tem relação com a economia do estado. “Nós estamos fazendo um levantamento para analisar essas obras, mas ele ainda não ficou pronto […]A questão financeira tem um impacto nisso”, afirmou Dauster.