Já chega a 270 o número de prefeitos baianos inscritos na XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, programada para os dias 8 a 11 de abril, no Centro Internacional de Convenções do Distrito Federal. Segundo dados da União dos Municípios da Bahia (UPB), o número já é três vezes maior que a média das participações baianas nas marchas anteriores. E a tendência de crescimento permite a projeção de participação de mais de 350 prefeitos. Realizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), a marcha dos prefeitos integra o calendário de ações municipalistas nacionais. Como bandeira mais alta a ser levantada pelos prefeitos, está a correção dos valores dos programas federais, que estão no mesmo patamar há 12 anos, com evidente perda para a inflação do período. O presidente da UPB e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, diz que a situação é insustentável por conta da falta de reajustes para as despesas, especialmente no setor de saúde, que segundo ele, é emergencial. – Os programas federais precisam ter seus valores reajustados, sob pena de inviabilizar ações necessárias por parte das prefeituras – aponta ele.