Baleado no carnaval e depois declarado com morte cerebral, o jovem Jeferson São Pedro Almeida, de 21 anos, foi enterrado neste domingo (10), em Inhambupe, no agreste baiano. Familiares e amigos se despediram do jovem com comoção e aplausos, informou o G1. Jeferson foi baleado na sexta-feira de carnaval (1°) quando acompanhava o desfile do bloco Olodum, no circuito Osmar [Campo Grande]. A morte cerebral dele foi confirmada na quarta-feira (6), cinco dias depois do crime, pelo Hospital Geral do Estado (HGE), onde Jeferson seguia internado.

Segundo relato da mãe dele, Joice Pinheiro do São Pedro, Jeferson não costumava passar o carnaval em Salvador. Ele viajaria no dia 2 para Cabuçu, no recôncavo baiano, onde passaria o restante do período da festa. Ainda segundo a reportagem, o jovem tinha acabado de encontrar a mãe no circuito do carnaval. Ele tinha se afastado dela para comprar um refrigerante quando foi atingido.

Suspeito de atirar contra Jeferson Almeida, Edmilson Silva Santos Júnior, de 28 anos, foi preso na quarta-feira (6) e negou ter cometido o crime. A Polícia Civil informou que a arma usada no crime ainda não foi encontrada.